Café coado é café doado

café coado

café coado, café doado

Não sei gostar do café expresso. Com certa frequência eu o recuso sem remorso, porque foram anos a engolir muitas xícaras de rancor — ou a pessoa não sabe tirar ou não gosta ou deixa escorrer descontentamento. É uma coisa feia de ver, no primeiro gole minha cara se contorce e fica esverdeada e o fígado ressentido (mentira, não fica esverdeada, mas é um susto).

O pânico do café ruim só me faz admirar sempre e mais quem produz, seleciona, torra, mói e tira (bem).

Não é meu ponto final predileto. não dou sorte. às vezes até embarco no expresso a pretexto de prolongar a conversa boa — e embora não seja especialista no assunto, sei perceber que, quando bebo sem ficar feia, ele está bom e bem tirado.

Mas seria tão gracioso se os restaurantes fizessem a delicadeza de coar à mesa e encher de aroma o remate. uma amiga disse que já há alguns casos assim em são paulo, ainda não vi (só, é claro, em endereços sabidos como o coffee lab, que não é restaurante).

Declaro sem vergonha meu amor profundo à gentileza do café de boa qualidade coado e gostoso, e estou convencida de que, em geral, o resultado é positivo mais pela doação do que pela técnica — embora não faça mal algum usar água filtrada e sem açúcar e pó bom e novo, jamais beber café requentado nem descansado na garrafa e coar com calma.

O café das cápsulas, programado para dar certo, bebo e respeito. Mas há uma gostosura especial na espontaneidade, na dose a mais ou a menos de pó, no jeito de deitar a água, no dobrar das bordinhas do filtro de papel. E digo mais: minha mãe e meu pai adoçam a água descaradamente, o que a rigor seria um sacrilégio. Ainda assim, seu café, à base do pó-de-prateleira-do-mercado-sem-selinho-de-café-gurmê, é uma delícia.

Se eu o fizer, com o mesmo pó, a mesma água e a mesma medida, não ficará tão bom. Existe, no café coado, um café doado. É um certo encantamento que desafia a lógica.

francesca construindo pontes com café

francesca construindo pontes com café

Talvez, assim como o prato do outro é mais gostoso, o café feito pelo outro também seja. ah, os outros. adorável e inevitável inferno.

A verdade é que, pra mim, “espera, vou passar um cafezinho” é quase tão terapêutico quanto aqueles minutos em que, ninja, consigo chegar um pouquinho mais cedo na análise e tiro um cochilo instantâneo na ante-sala, a instantes de me largar nos braços de dr. Freud.

Doutor, divago.

9 pensamentos sobre “Café coado é café doado

  1. Gostei demais. Também sou fã do cafezinho coado (o Brasil a Gosto servia, não sei se continua). E o cheiro de café passado na hora… Acho que só rivaliza com o cheiro de alho e cebola fritando no azeite. ;-)

    Curtir

  2. Me lembrou minha vó, com o cafe tirado naqueles coadores de pano antigos, e que ela serve com o requeijão caipira que ela mesmo faz. Isso vai comigo até o último dia da minha vida.

    Curtir

    • Marcelo, ontem em uma aula que tratava de comida, leitura etc., a professora disse: “o que a gente come? memória. vivemos a procura de alguma coisa”. acho que sim. a gente come e bebe memórias como essa que você descreveu… obrigada pela visita.

      Curtir

  3. Perfeito…café coado é de fato café doado! Há essa (infernal, realmente) coisa humana, esse outro que vem junto com a xícara e que eleva o café a um patamar onde máquina nenhuma conseguirá atingir! Eis aí talvez um ponto de resistência à mecanização da vida: o aroma e o sabor inigualáveis de um café feito por mãos humanas, com todas as imperfeições, as nuances e a generosidade daquele que sabe servir, ofertar…E a sensação de que continuamos voltando pra velha casa. Abraço!

    Curtir

    • verdade, Nathalia. café coado é um livro bom. livro mesmo, de cheirar, virar páginas e fazer carinho, ler e guardar papéis dentro. Obrigada pela visita, um abraço pra você também!

      Curtir

  4. Pingback: A vertigem ou o melhor bolo de laranja do mundo | Sem Reservas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s